domingo, 22 de março de 2015

TENSÃO NO IÊMEN: XIITAS AVANÇAM, ESTADO ISLÂMICO DESAFIA AL QAEDA E EUA RETIRAM AS TROPAS DO PAÍS!

Tensão se agrava no país após atentados que mataram centenas na última semana. Os Houthis xiitas ameaçam tomar todo o país, Estado Islâmico desafia a Al Qaeda contra os xiitas e os EUA retira suas tropas do país, o que é considerado um péssimo sinal do que está para acontecer no país.

- Enviado de ONU diz que Iêmen pode se transformar em 'novo Iraque'

O enviado especial da ONU para o Iêmen, Jamal Benomar, falou neste domingo (22) sobre a grave deterioração da situação nesse país do Oriente Médio e assegurou que o conflito poderia desembocar em algo similar ao que acontece no Iraque, na Síria e na Líbia.

O diplomata, que tenta impulsionar há muito tempo uma solução negociada, garantiu que o Iêmen vive uma "rápida espiral negativa" e considerou que o conflito tem cada vez mais um caráter sectário.

Por isso, pediu a todas as partes que "percebam a gravidade da situação", deixem as retóricas de confronto e optem pelo diálogo, sem o qual o país pode chegar a um cenário parecido como o de "Iraque, Síria e Líbia".

Para Benomar, também há o "temor que a Al Qaeda na Península Arábica se utilize da atual instabilidade para causar mais caos".

O enviado da ONU informou ao Conselho de Segurança sobre a situação no país no início de uma reunião de urgência convocada após os graves atentados da última sexta-feira, que deixaram mais de 130 mortos em duas mesquitas xiitas, e a reação dos rebeldes houthis durante o fim de semana.

FONTE: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/03/enviado-de-onu-diz-que-iemen-pode-se-transformar-em-novo-iraque.html

- Grupo radical Estado Islâmico desafia Al-Qaeda no Iêmen
Com os sangrentos atentados cometidos no Iêmen na sexta-feira (20), o grupo Estado Islâmico desafia a Al-Qaeda na luta por conquistar uma população sunita descontente e confrontada com os xiitas, que controlam o poder em Sanaa, avaliam especialistas.

Pelo menos 142 pessoas morreram e outras 351 ficaram feridas em atentados suicidas de sexta contra duas mesquitas na Capital do país, frequentadas por fiéis e milicianos xiitas hutis, que desde janeiro passado controlam a capital iemenita.

O grupo Estado Islâmico (EI) informou que estes atentados, os mais mortais cometidos até hoje em Sanaa, foram apenas "a ponta do iceberg". Já a Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA), também sunita, reafirmou que não ataca "mesquitas e mercados" para evitar a morte de "inocentes".

Com o massacre em Sanaa, o grupo Estado Islâmico "quer demonstrar à base jihadista sua capacidade para atingir o inimigo, que considera "herege", com mais violência que a AQPA", acrescentou o professor francês de Relações Internacionais Jean-Pierre Filiu. "Atualmente, seções inteiras da AQPA se inclinam ao" Estado Islâmico.

O Estado Islâmico nunca escondeu a intenção de estender o território do califado para a Arábia Saudita, e o Iêmen, considerado o berço dos árabes, é um objetivo de primeira ordem".

"A organização continua com a estratégia de cercar a Arábia Saudita. Após as posições tomadas no norte da península (Iraque), agora se aproxima pelo flanco sul a partir do Iêmen".

O grupo EI demostrou "sua capacidade de coordenar um vasto movimento de expansão, primeiro na Líbia, depois na Tunísia e agora no Iêmen, sem esquecer a afiliação do Boko Haram" na Nigéria.

"Isto é o prelúdio ao reinício de uma campanha terrorista no continente europeu".

FONTE: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/03/grupo-radical-estado-islamico-desafia-al-qaeda-no-iemen.html

- Grupo xiita tomam aeroporto e terceira maior cidade do País
Rebeldes xiitas do Iêmen simpatizantes do ex-presidente Ali Abdullah Saleh tomaram a terceira maior cidade do país, Taiz, e o aeroporto neste domingo, informaram fontes militares.

A tomada da cidade pode ser um grande golpe ao atual presidente, Abed Rabbo Mansour Hadi, exilado na cidade de Áden após fugir da capital Sanaa no mês passado. A distância entre Taiz e Áden é de 140 quilômetros.

Ontem, o grupo de rebeldes, conhecido como houthi, convocou uma ofensiva contra os órgãos estatais controlados pelo presidente Abed Rabbo Mansour Hadi. O pedido foi feito minutos após o presidente fazer seu primeiro discurso depois de ser libertado de prisão domiciliar na capital Sanaa. Hadi descreveu, em suas falas, a gestão dos rebeldes como um golpe contra a legitimidade constitucional. 


- Últimos soldados americanos deixam base militar no Iêmen
Os últimos soldados norte-americanos estacionados no Iêmen começaram a ser retirados do país neste sábado. Cerca de 100 agentes das Forças Especiais deixaram a base militar de Al Anad, no sul do país, depois que surgiram questões de segurança. Nos últimos dias, um grupo de rebeldes tomou o controle de uma cidade próxima, e centenas de prisioneiros militantes da Al Qaeda na Península Arábica escaparam de prisões locais. Autoridades dos EUA não comentaram a operação.

A Al Qaeda na Península Arábica, braço da organização sediado no Iêmen, é considerado por Washington o mais perigoso, tanto que os dois governos vêm trabalhando juntos há anos para combater os militantes. A instabilidade no país fez com que os EUA fechassem sua embaixada na capital, Saná, e cessassem os ataques de drone no mês passado.

FONTE: http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/ultimos-soldados-americanos-deixam-base-militar-no-iemen

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

  2. Oi Marcel. Que situação que começa a se configurar no O. Médio hein meu amigo? O Iêmen torna se cada vez mais instável e dividido entre diversas facções armadas, na luta pelo controle do país. Por um lado a minoria Houthis, do ramo xiita apoiada pelo Irã que já controla a capital Sanaa e avança em outras direções a fim de controlar o país todo de maioria sunita. E os hutis se debatendo com outros grupos de poder sunitas ,como a Al Qaeda na Península Arábica e o ISIS, que tb mede forças com a AQPA em território iemenita. E como vimos e repostei em meu blog vindo de matéria anterior em seu blog sobre o tema, mostra-nos claramente uma verdadeira disputa que deve escalar entre duas potências do mundo muçulmano no Médio Oriente, que são à A. Saudita do clã sunita e o Irã do clá xiita. O que acontece no Iêmen , devemos observar e levar em consideração pois terá sérias repercussões na região que já enfrenta sérios conflitos na Síria, onde grupos rebeldes sunitas muitos dos quais armados e financiados por EUA e seus aliados árabes do Golfo, tentam tirar do poder Assad, um alawita do ramo do xiismo e apoiado pelo Irã, o xiita libanês Hezbollah e Rússia. E além do mais ainda temos o Estado Islâmico -ISIL, que atua na Síria ( contra Assad ) e tb no Iraque e onde nestes países este grupo vem controlando territórios e onde montou um proto califado que se auto financia com receitas de petro e outros atos ilícitos e conhecidos por seus atos bárbaros e agora sob ataque dos EUA e sua coalizão anti-ISIL. Indo mais longe ISIL já trava uma queda de braço por determinação de poder com a Al Qaeda, e isso não e só visto no Iêmen, mas em outros países no O. Médio e norte da Africa como na Líbia, onde grupos rebeldes ligados ao ISIL tem adquirido territórios. Um verdadeiro caos se instalou com as propaladas revoluções da Primavera Árabe a partir o final de 2010 na Tunísia ( logo a Tunísia que agora tb está sob ameaça do extremismo islâmico, onde um museu foi alvo de um ataque armado fazendo dezenas de vítimas alguns dias atrás ) .E esse caos todo se escalando cada vez mais ao longo dos últimos anos e quiçá por estes dias na região é algo muito perigoso que se avizinha, e o Iêmen é um mal sinal disso. Abraços. E ainda temos a escalada das tensões entre EUA e Rússia na esteira da crise ucraniana. Vou dormir. Boas semana Marcel..

    ResponderExcluir
  3. As orações do celibatário Papa e de milhões de cristãos não estão dando certo ... kkkkkkkkkkkkkk Ainda bem que sou ateu, Vou assistir de camarote o amor dos deuses e a morte de muitos por causa dessa imbecilidade inventada chamada religião para controlar massas. Solução é fundar igrejas unitaristas , as quais aceitam também ativistas do ateismo www.igrejaunitarista.tk

    ResponderExcluir

Os comentários anônimos ou registrados estão liberados e serão moderados pelo Administrador do Blog.

Comentários envolvendo palavrões, ameaças, racismo e preconceito religioso ou sexual ou quaisquer outro tipo de ofensa, serão excluídos em respeito ao leitor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...